José Maria JAVIERRE, Pio X, Lisboa: Aster, 1959, 342 pg.

 José Maria JAVIERRE, Pio X, Tradução de José Ervedosa, Lisboa: Aster, 1959, 342 pg.

Quer ler um bom livro sobre o Papa que começou o século XX, São Pio X? Gostaria de apresentar esse aqui:

“Concebemos a vida de Pio X com um modelo de maravilhosa exemplaridade. Exemplar sempre, criança pobre, que bem cedo conheceu a escassez; seminarista inteligente, amigo do sol e dos livros; coadjutor entregue a duas afeições: o seu pároco, aquele inesquecível D. Antônio, e os tambolanos, gente rija, fiéis devotos da Virgem, mas duros para o múnus pastoral. Pároco ele próprio, na sua igreja grande de Salzano, onde se respira ainda o ambiente de uma presença alegre e santa; cônego, secretário de três Bispos, conselheiro fiel dos dias difíceis; Bispo da cidade aristocrática e medieval de Mântua, amigo dos pescadores da ponte e providência de quantas aflições e enfermidades encontrou no seu caminho; cardeal-patriarca da cidade mais bela do mundo, organizador de talendo, exemplar e humilde, elegante e acessível. E por fim, ao cabo de muitas e de muitas lágrimas, Papa” (Marcelino, Arcebispo de Valência).

Posted in Livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Campo obrigatório