Livro do Pe. Françoá Costa, sobre Cristologia-soteriologia

COSTA, Françoá, Jesus Cristo, o único Salvador, São Paulo: Cultor de Livros, 2019, 511 p.

Este Tratado de cristologia e soteriologia foi recomendado pelo Cardeal Gerhard Müller e prefaciado pelo Mons. A. L. Catelán Ferreira, membro da Comissão Teológica Internacional. De fato, o ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé afirmou: “Gostaria de recomendar o livro do Dr. Françoá Costa, sacerdote, sobre o Mistério de Jesus Cristo. Pude receber o material um pouco antes de sua publicação e me alegrei por se tratar de um estudo seguro, de acordo com o Magistério da Igreja e dentro da renovação teológica do século XX, que desembocou no Concílio Vaticano II. Para a Igreja no Brasil, especialmente para os estudantes de teologia, este livro oferece um momento de esperança no panorama atual. A obra que o leitor tem nas mãos percorre praticamente todos os temas clássicos da cristologia-soteriologia, mas no contexto da história da salvação e da renovação teológica, na qual é preciso seguir”.

Para fazer o seu pedido: https://www.cultordelivros.com.br/produto/jesus-cristo-o-unico-salvador-78508

“Jesus Cristo, o único Salvador” encontra-se em continuidade com a grande linha teológica seguida pelo último Concílio Vaticano, segundo a qual a reflexão teológica realiza-se no contexto da história da salvação. Para sublinhar esse aspecto, o livro do Dr. Costa se estrutura em três partes bem definidas. A primeira parte é histórica e, por isso, parte-se dos dados do Novo Testamento, pois desde o começo, apesar do tipo de história que se tem no Evangelho, defende-se essa historicidade como realidade fundamental para se falar do Jesus real, aquele que existiu na Palestina, que pregou, que morreu e ressuscitou. Esse momento mais importante da História Sagrada, a vida de Jesus, teve uma influência decisiva no Universo, especialmente no nosso mundo conhecido; por isso, procura-se entender, também historicamente, a presença de Jesus Cristo ressuscitado na Igreja e no mundo.

Na segunda parte, entra-se mais uma vez na Sagrada Escritura, porém tendo em conta a história do dogma. No entanto não se quer que o leitor tenha a impressão de que os dogmas católicos são realidades engessadas, quadriculadas, sem vida. Tal caricatura é simplesmente distante da realidade. Julga-se de grande importância contextualizar o dogma cristológico-soteriológico na economia da salvação, cujos momentos mais importantes encontram-se escritos na Bíblia.

A terceira parte, mais do que uma vida de Jesus Cristo, é um estudo de algumas estações da vida de Jesus nas quais essa disciplina tem particular interesse, evitando o isolamento das verdades de fé. Temas como a consciência que Jesus Cristo tinha de si mesmo e de sua missão aparecerão, por exemplo, no momento em que ele é apenas um adolescente e visita o Templo; a graça e a santidade de Jesus Cristo aparecem no umbral de sua vida pública. Enfim, esses dois são apenas exemplos do conteúdo apresentado nos cinco capítulos dessa última parte que correspondem à infância, à vida pública, ao mistério pascal e à temática relacionada à redenção, a morte de Jesus e os mistérios de sua ressurreição.

Lançamentos:

16/07, no CAS – SP, às 18h.

03/08, na livraria AGAPE de Anápolis, das 10h às 12h.

13/08, no Centro Universitário Italo – SP.

14/08, no Seminário Mater Ecclesiae (Itapecerica – SP).

15/08, no III Encontro de Teologia Sistemática (Mosterio de São Bento, RJ).

16/08, em Petrópolis (Universidade Católica de Petrópolis): http://www.ucp.br/web/index.php/eventos/eventos-cth/lancamento-do-livro-jesus-cristo-o-unico-salvador-pe-francoa-costa

31/08, em Goiânia, às 15h.

01/2020, no lançamento do II Volume da Obra de Ratzinger, no RJ.

Posted in Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Campo obrigatório