COSTA, F., A transmissão da fé: Querigma, Catequese, Teologia, De Magistro, VIII.17 (2015/2) 1-18

“A fé é um dom de Deus, uma luz que ilumina toda a nossa vida. A fé nos faz ter uma percepção sobrenatural a respeito das coisas do nosso entorno, ganhamos uma percepção nova. A fé não é simplesmente algo que se tem, mas uma realidade que faz parte da vida do cristão, que impregna toda a sua vida. Todo cristão deveria dizer que vive de fé. No entanto, a entrega a Deus, a chamada fé enquanto resposta ou fides qua, falando estritamente, não se transmite. Neste caso, a pessoa vive algo pessoal, que é o seu próprio encontro com Deus que começou num determinado momento e que está chamado a durar toda a vida. Mas, a vibração que surge da fé se transmite através do seu testemunho (martyria). Contudo, o testemunho tem também a ver com a chamada fé enquanto conteúdo ou fides quae. Logicamente, o conteúdo da fé se transmite principalmente pela pregação, pela catequese e pelo ensino da teologia. Trata-se de três momentos importantes da transmissão do conteúdo da fé que, sem dúvida, devem ir acompanhados do testemunho, e que são objetos desse estudo”.

Leia aqui: http://catolicadeanapolis.edu.br/revmagistro/wp-content/uploads/2015/10/07_No17.pdf

Posted in Artigo Científico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Campo obrigatório