José Miguel CEJAS, Cara y Cruz: Josemaría Escrivá

José Miguel Cejas, Cara y cruz – San Josemaría Escrivá, Madrid: San Pablo, 2a ed., 2016, 702 p.

 

Ainda desconheço uma tradução à língua portuguesa dessa biografia de São Josemaria. Efetivamente, mais uma biografia, porém com dados mais atualizados em relação a outras e com a sensibilidade do autor para mostrar o Fundador do Opus Dei em sua preocupação pelos mais necessitados, como de fato era o aquele santo homem de Deus, canonizado por São João Paulo II no dia 6 de outubro de 2002. São Josemaria começou o seu apostolado nos bairros pobres de Madri, ele mesmo viveu a pobreza em família e sempre esteve atento às necessidades dos outros.

A fundação do Opus Dei foi uma aventura divina para São Josemaria, porém Deus tinha preparado muito bem o seu servo. Mesmo após a fundação continuaram as purificações, por exemplo em maio de 1937, o Pe. Escrivá estava a passar pela chamada noite escura da alma, uma purificação interior profunda na qual Deus tira toda consolação e a pessoa teme terrivelmente até de sua própria salvação eterna. No dia 23 de maio de 1937, um domingo, o nosso biografado rezava assim: Senhor, “Não tenho medo da morte, apesar da minha vida pecadora porque eu me lembro do teu amor: pode ser de tifo, de tuberculose ou uma pneumonia… ou de quatro tiros… nada importa!” (S. Josemaria E., Ap. Int., n. 1389).

Iluminado por Deus, São Josemaria continuou sua união de amor com o Senhor até o dia 26 de junho de 1975, dia no qual foi encontrar-se definitivamente com a Trindade Santíssima. Parece que o Pe. Escrivá sabia quando ia morrer, de fato a partir de 1975 começou a dizer que “já estava chegando a noite e desde o céu poderia ajudar melhor”.

Posted in Livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Campo obrigatório